Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Simone de Oliveira

João Lima/Expresso

Simone de Oliveira: “Negacionistas e extremistas? Punha-os a todos no Alentejo a cavar ao sol”

“Punha-os na prisão. Vão para Caxias um mês ou dois, sem comer nem nada, que é para saberem o que é [viver num regime sem liberdade]”. Aos 83 anos, Simone Oliveira manda um 'recado' a negacionistas e a saudosistas de Salazar

Simone de Oliveira 'dispara' em várias direções numa entrevista na qual passa em revista os pontos mais altos — e também os mais desafiantes — de um longo percurso profissional e pessoal.

Questionada pela revista digital "Gerador" sobre o que pensa sobre os movimentos negacionistas e extremistas, a cantora portuguesa responde: "Punha-os todos no Alentejo a cavar, ao sol. E pronto."

Quanto ao saudosistas do antigo ditador português, António de Oliveira Salazar, Simone de Oliveira dir-lhes-ia: "que estão parvos. Punha-os a fazer o que a PIDE fazia. Punha-os na prisão. Vão para Caxias, um mês ou dois, [fiquem] ali com o mar a dar, sem comer nem nada, que é para saberem o que é."

A forma como a cultura é tratada em Portugal e o combate à pandemia no nosso país são outros dos temas abordados na entrevista com Simone de Oliveira, que resume assim a sua postura na vida: "Eu nasci livre, não há nada a fazer".