Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Listas

Amy Winehouse

Getty Images

10 anos sem Amy Winehouse. 10 vídeos para celebrá-la

Amy Winehouse morreu a 23 de julho de 2011, deixando o mundo em choque. Em poucos anos, a jovem inglesa tornou-se uma das vozes mais celebradas da primeira década do século XXI, deixando dois álbuns e muitas saudades. Recordamo-la em 10 vídeos marcantes

A primeira atuação na televisão, em 2003. 'Stronger than Me', o seu primeiro single e canção de abertura do álbum de estreia, "Frank", foi a escolhida.

Em 2004, Amy Winehouse tocava guitarra ao vivo. Neste evento comemorativo do 50º aniversário da Fender Stratocaster, a artista surpreende com versões mais despidas de canções do seu primeiro álbum.

"Back to Black", o segundo álbum, entrava em cena e Amy chegava a outro patamar. Em 2006, 'Tears Dry on Their Own' no programa de Jools Holland na BBC, com a 'big band' que acompanharia a artista nesta fase.

Em setembro de 2006 foi com o videoclip de 'Rehab' que Amy Winehouse se deu a conhecer a um público mais vasto. "Back to Black", o álbum, surgiria no mês seguinte, e o aperitivo era uma canção sobre tratamento de alcoolismo e como evitá-lo.

Alguns meses depois, a estreia na televisão americana - ou Amy a chegar à América. No "Late Show" de David Letterman uma seguríssima Amy Winehouse apresenta 'Rehab' a uma audiência de 3 milhões e meio de norte-americanos.

2007 foi o ano de Amy Winehouse. Cavalgando no sucesso de "Back to Black", a artista de 23 anos daria um celebrado concerto no Shepherd's Bush Empire, uma das salas de espetáculos mais emblemáticas da sua Londres natal. 'You Know I'm No Good' é um dos pontos altos.

Os grandes palcos chegaram, com Amy a receber no festival inglês de Glastonbury o público mais numeroso da sua carreira até então. Numa fase em que a dependência tóxica já se daria a notar, a cantora conjuga uma postura algo titubeante em palco (que o Rock in Rio-Lisboa testemunharia, um ano depois, numa atuação que se tornaria popular pelas piores razões) com uma capacidade vocal intocada. 'Back to Black' é a canção que escolhemos desse concerto.

Uma das mais tocantes performances ao vivo de Amy Winehouse. No infalível ano de 2007, na cerimónia de entrega do britânico Mercury Prize (que a artista perderia pela segunda vez, desta feita para os Klaxons), uma versão de voz e guitarra de 'Love Is a Losing Game' seria o momento da noite.

A última gravação de Amy Winehouse foi com o veterano Tony Bennett, na primavera de 2011. 'Body and Soul' faria parte de um álbum de duetos de Bennett, lançado em setembro desse ano. "My life a wreck you're making/ You know I'm yours for just the taking/ I'd gladly surrender, myself to you, body and soul"

De volta ao início: Amy Winehouse, aos 20 anos, em 2004. Uma breve mas bem humorada entrevista onde a artista recorda os seus primeiros passos e fala sobre a música que deseja fazer.