Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Vídeos

Fernando Daniel

SIC

Fernando Daniel: “Não é suposto um miúdo de 12 anos ficar sem mãe e pai. Tive uma depressão e não vivi a infância”

No programa “Alta Definição”, da SIC, Fernando Daniel contou que a deterioração do casamento dos seus pais fez com que deixasse de viver a infância. Com “12 ou 13 anos”, foi-lhe diagnosticada uma depressão. “Na escola, chorava sem motivo aparente”

Fernando Daniel foi o convidado do mais recente episódio do programa "Alta Definição", na SIC. Na conversa com Daniel Oliveira, o cantor português recordou alguns dos momentos mais duros da sua infância, como aqueles causados pela relação conflituosa entre os seus pais, que acabariam por se separar.

"Um dia o meu pai, por causa da bebida, chega a casa [com] uma arma de caça descarregada... motivado pela bebida, porque sem a bebida ele era uma pessoa super bem disposta. Foi para assustar. Eu não devia ter visto aquilo", conta, com mágoa.

A progressiva deterioração do casamento dos seus pais fez com que Fernando Daniel deixasse "de viver a infância". Com "12 ou 13 anos", foi-lhe diagnosticada uma depressão. "Na escola, chorava sem motivo aparente e pedia para sair das aulas para ir ouvir música no telemóvel", recorda.

Na mesma entrevista, Fernando Daniel lembrou um grave acidente de mota que o seu pai sofreu e que o fez entrar em estado de coma. "Estava a brincar na rua com os meus amigos e levaram-me para casa de uma tia, que me disse que o meu pai tinha tido um AVC enquanto ia de mota e que estava no hospital. Disseram-me para me preparar, que podia ficar sem o meu pai."

O papel de um seu avô "emprestado", ou seja, de alguém que considerava seu avô, apesar de não ser da sua família biológica, foi também abordado, com Fernando Daniel a emocionar-se ao dedicar a canção 'Melodia da Saudade' ao seu avô Aníbal.