Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Vídeos

Gabriel O Pensador: “A pandemia deixou as pessoas muito indiferentes à tristeza alheia”

O rapper brasileiro, que será um dos convidados do ciclo de conversas Rock in Rio Humanorama, fala à BLITZ sobre a forma como a pandemia deixou as pessoas “cada vez mais fechadas” e sujeitas à ansiedade e depressão

Gabriel O Pensador, um dos convidados do ciclo de conversas Rock in Rio Humanorama, que decorre online entre os dias 14 e 17 de setembro, falou com a BLITZ sobre os efeitos que a pandemia tem tido na forma como as pessoas lidam com problemas de ansiedade e depressão, confessando que conseguiu criar bastante durante o confinamento. Veja o vídeo no topo da página.

"Nem sei se conseguimos chamar a pandemia de um momento, de tão longo que tem sido este processo", começa por dizer o rapper brasileiro, "parece uma nova realidade, realmente. Esperemos que as coisas voltem a parecer-se um pouco mais com o pré-pandemia. No início de 2020, em abril, perdi o meu pai e também como estava numa rotina sem viagens, aeroportos, sem concertos e aquela correria toda, passei a escrever mais".

Falando sobre 'Sobrevivente', canção que editou no final de 2019, o músico diz que quis abordar "o facto de as pessoas estarem muito indiferentes à tristeza alheia", algo que, defende, foi exacerbado pela pandemia. "O isolamento físico complicou ainda mais a situação de quem está sofrendo esse tipo de problemas [de ansiedade e depressão].

A participação de Gabriel O Pensador no evento, gratuito, Humanorama - que também contará com Capicua, Gilberto Gil, Marisa Liz ou Sam The Kid - acontece no dia 15, quarta-feira, no âmbito de uma conversa com a monja budista brasileira de ascendência portuguesa Monja Coen subordinada ao tema "Cuidar de mim é cuidar do mundo".