Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Vídeos

Sérgio Godinho: “A minha criatividade foi estimulada por Dylan ou Jobim, mas também por My Fair Lady ou West Side Story” [VÍDEO]

Sérgio Godinho partilha uma breve lista de autores e as obras que mais o inspiraram e influenciaram. Para ver aqui

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Rita Carmo

Rita Carmo

Fotojornalista

Em entrevista à BLITZ, Sérgio Godinho partilhou uma lista de músicos e obras que o inspiraram grandemente.

“A minha criatividade foi estimulada por gente como Bob Dylan, Jacques Brel, Georges Brassen, Tom Jobim, João Gilberto e depois Caetano Veloso e Chico Buarque”, enumera.

“Sempre ouvi muita música. A minha mãe tinha o curso superior de piano e o meu pai era melómano amador, trazendo imensos discos do estrangeiro”, recorda, salientando duas bandas-sonoras em particular: a de “My Fair Lady” (“O meu pai tinha ido a Londres ver o “My Fair Lady” em teatro, antes de o filme ser feito, e trouxe o disco, muito entusiasmado com aquilo”) e a de “West Side Story”.

No próximo dia 31 de agosto, Sérgio Godinho celebra o seu 75º aniversário. A ocasião será assinalada com um concerto no Teatro Maria Matos, em Lisboa, que repete no dia seguinte - ambas as datas estão já esgotadas.

Veja acima o vídeo da resposta e leia em breve a entrevista de Sérgio Godinho à BLITZ.