Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Vídeos

“Cru, clássico mas um bocadinho podre”. Manel Cruz explica “Vida Nova”, o seu novo álbum [VÍDEO]

Nalgumas canções de “Vida Nova”, Manel Cruz canta acompanhado por um ukulele e pouco mais. Neste novo vídeo, o músico explica a opção “intimista”

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

No seu novo disco, “Vida Nova”, nas lojas a 5 de abril, Manel Cruz faz-se acompanhar por António Serginho (percussão, piano, xilofone), Eduardo Silva (baixo, voz) e Nico Tricot (piano). Mas, nalguns temas, a sua voz surge mais despida, por vezes acompanhada por um ukulele e pouco mais.

O Henrique Amaro uma vez perguntou-me: porque é que não assumes a coisa de cantar sozinho, será falta de coragem? Provavelmente, [há] muita cobardia à mistura”, responde Manel Cruz, explicando que a opção teve a ver com o conceito “clássico, mas um bocadinho podre” do disco.

Veja no vídeo acima a resposta completa de Manel Cruz.

“Vida Nova” chega a 5 de abril às lojas e aos serviços de streaming. A 28 desse mês, há concerto na Casa da Música, no Porto, e a 1 de maio Manel Cruz e a sua banda estarão no Capitólio, em Lisboa.