Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Vídeos

Branko: “Talvez daqui a 10 anos a cena musical dos países que falam português seja tão forte como a latina” [VÍDEO]

Em entrevista à BLITZ, Branko defende que a música lusófona pode ter um futuro forte e conquistar um mercado muito maior

Rita Carmo

Rita Carmo

Fotojornalista

Branko não tem grandes dúvidas quando o questionamos sobre os seus grandes objetivos para o futuro: "quero construir e fazer parte de uma espécie de contingente de música de Portugal e de todo este espaço lusófono porque, a meu ver, existe um futuro muito grande". Em entrevista à BLITZ, o músico, que editou recentemente o seu segundo álbum em nome próprio, "Nosso", diz acreditar que "daqui a dez anos, esta cena da música dos países que falam a língua portuguesa pode ser tão forte como, por exemplo, a cena musical latina na qual hoje em dia tens artistas a chegarem muito longe". Veja o vídeo no topo da página

Na mesma conversa, Branko falou sobre o facto de ter canções interpretadas em quatro língua diferentes no novo álbum, defendendo que isso reflete uma maior "democratização da música", sobre as saudades que tem da "experiência de palco super bonita e intensa" que viveu com os Buraka Som Sistema, a diversidade de influências refletida nas canções de "Nosso", defendendo que é "quase uma playlist em que o que junta todas as músicas é o facto de assentarem num padrão que, de alguma forma, encaixa nessa ideia de lusofonia" e deu também a sua opinião sobre a música de Conan Osiris, que venceu recentemente o Festival da Canção e vai representar Portugal na Eurovisão com o tema 'Telemóveis': "acima de tudo, acho o Conan Osiris um produtor de música excelente (...) o trabalho dele é incrível. Não só incrível como importante".