Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Vídeos

Branko: “Ter quatro línguas misturadas num disco é reflexo da democratização da música e, quase, do fim do domínio anglo-saxónico” [VÍDEO]

O novo álbum de Branko, “Nosso”, tem canções interpretadas em português, inglês, francês e espanhol

Rita Carmo

Rita Carmo

Fotojornalista

Branko explica que o facto de ter canções interpretadas em quatro línguas diferentes no seu novo álbum, "Nosso", reflete a maior "democratização da música". Em entrevista à BLITZ, o músico e produtor defende que a evolução da indústria musical caminha no sentido do fim do "domínio anglo-saxónico", com artistas de todas as partes do mundo a chegarem às pessoas mais facilmente. No seu segundo álbum em nome próprio, editado recentemente, tem temas cantados em português, inglês, francês e espanhol, contando com um variado leque de convidados. Veja o vídeo no topo da página.

Na mesma conversa, Branko falou sobre as saudades que tem da "experiência de palco super bonita e intensa" que viveu com os Buraka Som Sistema, sobre a diversidade de influências refletida nas canções de "Nosso", defendendo que é "quase uma playlist em que o que junta todas as músicas é o facto de assentarem num padrão que, de alguma forma, encaixa nessa ideia de lusofonia" e deu também a sua opinião sobre a música de Conan Osiris, que venceu recentemente o Festival da Canção e vai representar Portugal na Eurovisão com o tema 'Telemóveis': "acima de tudo, acho o Conan Osiris um produtor de música excelente (...) o trabalho dele é incrível. Não só incrível como importante".