Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Vídeos

Que Brasil existe no novo álbum dos Capitão Fausto? “Não é um disco de samba, tinha de ser nosso” [VÍDEO]

“A Invenção do Dia Claro”, o quarto álbum da banda de Lisboa, chega na próxima sexta-feira. Gravado em São Paulo, no Brasil, incorpora elementos 'brasileiros' que Tomás Wallenstein e Manuel Palha tratam de revelar neste excerto da entrevista BLITZ

Rita Carmo

Rita Carmo

Fotojornalista

Em dezembro de 2017, os Capitão Fausto foram a São Paulo, no Brasil, gravar o seu quarto álbum , "A Invenção do Dia Claro". O sucessor de “Gazela” (2011), “Pesar o Sol” (2014) e “Capitão Fausto Têm Os Dias Contados” (2016) chega sexta-feira, dia 15 de março.

Em entrevista à BLITZ, Tomás Wallenstein (voz, guitarra, piano) e Manuel Palha (guitarra, piano) explicam até que ponto se deixaram influenciar pelo ambiente novo durante a gravação, do outro lado do Atlântico. "Não é um disco de samba", adverte Manuel. "Tentámos fazer um disco nosso", acrescenta Tomás. Porém, há um Brasil em "A Invenção do Dia Claro", tal como a banda trata de explicar no excerto da entrevista BLITZ que pode ver em cima.