Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Vídeos

Agir: “A música do Diogo Piçarra era parecida com mais dez! A probabilidade de acontecerem coincidências é enorme” [VÍDEO]

Em entrevista à BLITZ, o músico português discute a questão do plágio na música - “a probabilidade de acontecerem coincidências é enorme” - e reflete sobre a importância do 'sampling' no hip-hop

Rita Carmo

Rita Carmo

Fotojornalista

Agir lançou recentemente "No Fame", o seu terceiro álbum de estúdio, e sentou-se à conversa com a BLITZ para falar sobre a sua música, a fama e a imagem que projeta.

Particularmente incisiva foi a sua abordagem sobre o sampling no hip-hop ("uma coisa é plágio, outra é assumidamente sampling"), temática que introduziu depois de uma alusão a Diogo Piçarra (seu colaborador no single 'Até ao Fim') e à polémica em que este se viu envolvido aquando do Festival da Canção e do tema 'Canção do Fim' (a cuja melodia foram apontadas semelhanças com um cântico evangélico).

"A probabilidade de acontecerem coincidências é [enorme]. A malta indicou que a música era muito parecida com uma música da IURD, e eu consigo dizer que ela é muito parecida com mais dez. Aquela progressão harmónica é fácil [de replicar]", afirmou.