Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Ornatos Violeta hoje nos Açores: ouça parte da entrevista à BLITZ e reveja fotos de Paredes de Coura

Banda do Porto toca hoje no Coliseu Micaelense. Ouça os Ornatos Violeta em entrevista à BLITZ e reveja fotos do concerto em Paredes de Coura. O regressado grupo é a capa da presente edição da BLITZ, nas bancas.

Acontece hoje no Coliseu Micaelense, em Ponta Delgada, Açores, o primeiro concerto dos Ornatos Violeta nos coliseus. A partir da próxima semana, a banda que se reuniu este ano para dar vários concertos atua no Coliseu de Lisboa (25, 26 e 27 de outubro) e no Coliseu do Porto (30 e 31 de outubro e 1 de novembro). Todos os concertos em Lisboa e no Porto estão esgotados. Para os Açores ainda há bilhetes, entre 12 euros e 18 euros (exceto camarotes). Os Ornatos Violeta estão na capa da BLITZ de outubro, ainda nas bancas, com uma entrevista de carreira realizada no Porto e um artigo longo em que a história da banda é contada por aqueles que os acompanharam de perto até à altura em que se separaram, há cerca de dez anos. O artigo inclui ainda fotos exclusivas, de uma sessão realizada em setembro, e também imagens inéditas de arquivo. Ouça aqui Elísio Donas (teclados) e Manel Cruz (voz) a falar sobre as diferenças entre os Ornatos Violeta de 2012 e aqueles que podemos escutar nos álbuns, Cão! (1997) e O Monstro Precisa de Amigos (1999).

ED: É giro ficarmos com um registo do que é a música agora [em Paredes de Coura], mas se calhar daqui a cinco anos já não consegues ouvir outra vez. MC: Mais ou menos, porque há músicas em que eu não sinto isso, o que contraria aquela teoria de que um gajo está sempre insatisfeito. Muitas vezes, isso é um gajo a justificar-se. Há coisas que fazes, de que gostas e vais gostar sempre, e outras de que não gostas e nunca vais gostar. É mais fixe teres a consciência disso do que tentares convencer-te que aquilo até está fixe mas tu é que estás a ser esquisito. Muitas vezes, estás numa banda a registar a tua evolução, mas não devias editar as coisas. E depois o que acontece é que muitas vezes o público gosta e sentes-te na obrigação de tocar aquilo assim - daí ser mais fácil um gajo acabar uma banda e começar outra. Senão as pessoas vão sempre querer aquilo e tu vais ter de conviver sempre com isso. Na altura pensas: fiz aquilo, passou... Mas depois estás sempre a ouvir aquilo na rádio e aquilo de que não gostas é o que te define mais. Mas faz parte do processo criativo.

Recorde aqui as fotos do primeiro regresso aos palcos, em Paredes de Coura no passado mês de agosto. No Alto Minho, os Ornatos Violeta dedicaram o espetáculo ao álbum O Monstro Precisa de Amigos; nos coliseus, porém, deverão tocar músicas de ambos os discos e outros temas.
Ornatos Violeta
1 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
2 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
3 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
4 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
5 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
6 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
7 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
8 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
9 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
10 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
11 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
12 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
13 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
14 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
15 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
16 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
17 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
18 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
19 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
20 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
21 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
22 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
23 / 24

Ornatos Violeta

Ornatos Violeta
24 / 24

Ornatos Violeta

BLITZ de outubro, com 16 páginas dedicadas aos Ornatos Violeta Foto de Frederico Martins