Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Luís Montez e R&B compram Pavilhão Atlântico (atualizado)

Maior sala de espetáculos de Lisboa vendida ao consórcio de Luís Montez (Música no Coração), promotora R&B e equipa de gestão do espaço.

A Parque Expo venderá a maior sala de espetáculos de Lisboa ao consórcio formado por Luís Montez, pela promotora R&B e pela equipa de gestão daquele equipamento de eventos lisboeta. A decisão foi tomada hoje (26 de julho) em Conselho de Ministros e conhecida há poucos minutos. As propostas da AEG e da Everything Is New (de Álvaro Covões, em associação com a CIP e Cunha Vaz), foram assim derrotadas. O consórcio vencedor, suportado pelo fundo de risco BES PME (do grupo Espírito Santo), pelo lado de Luís Montez, e assessorado pelo BIG da parte da Ritmos & Blues, tem já parcerias assinadas com outras entidades como a PT, a EDP e a Super Bock. A ministra da Agricultura, que tutela a Parque Expo, garantiu que todos os concorrentes reuniram as condições estabelecidas para o concurso, tendo sido escolhido o que ofereceu o maior valor, 21,2 milhões de euros. A AEG ofereceu 16,5 milhões de euros e o consórcio da CIP e Everything Is New concorreu com uma proposta de 18,5 milhões. A ministra garantiu ainda que todas as propostas apresentavam condições "muito boas" no que respeita à estabilidade da gestão do imóvel e à preservação da sua vocação enquanto sala de espectáculos. Acrescente-se ainda que além do Pavilhão Atlântico, que foi conquistado pelo consórcio intitulado Arena Atlântico, também está incluído neste negócio a empresa de bilhética Blue Ticket. Dado que Luís Montez já é sócio da Ticketline, essa situação pode ser alvo de avaliação por parte da Autoridade para a Concorrência. Relembre-se que Álvaro Covões, um dos vencidos, já tem uma participação noutra sala de espectáculos da capital, o Coliseu dos Recreios, sendo o promotor de festivais como o Optimus Alive. Luís Montez, por seu lado, é o organizador do SWtmn além de outros festivais, sendo proprietário de várias rádios como a Oxigénio, Radar ou Marginal. Mantém com Covões e a UAU sociedade na Ticketline. A R&B é responsável por alguns dos maiores concertos de estádio, como o de Madonna, e pela contratação dos artistas para o Rock in Rio. Representa em Portugal os interesses da Live Nation, gigante transnacional do espectáculo, cujo grande concorrente é, precisamente, outro dos vencidos, a AEG.

Da esquerda para a direita: Nuno Braancamp (Ritmos & Blues), Jaime Fernandes e Jorge Silva (gestão do Pavilhão Atlântico), Luís Montez, Álvaro Ramos (Ritmos & Blues)