Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

DAVID BOWIE NA CAPA DA BLITZ DE MARÇO, JÁ NAS BANCAS

David Bowie é estrela da capa da BLITZ 81. Entrevistas com Biffy Clyro, Tame Impala, Metz, Beach House, James Iha, Cristina Branco e Kalú, bem como artigos sobre Prince e Beach House, na edição de março, nas bancas hoje.

O regresso de DAVID BOWIE aos discos é o mote para a capa da BLITZ de março de 2013, dedicada ao "Camaleão".

Tal como adivinhado pelos leitores da BLITZ, é Bowie o artista de capa, este mês Entre o passado e o presente, entre o rock e outra coisa qualquer, DAVID BOWIE volta a apresentar-se ao mundo. Se a subida aos palcos está em dúvida, em estúdio voltou ao seu cúmplice mais frequente, o produtor Tony Visconti. Rui Miguel Abreu "retorna" ao intenso período de Berlim (1976-79) para encontrar as raízes de um regresso que muitos julgavam improvável. Será The Next Day um novo ponto zero ou um remate final, quase imprevisto, de uma gloriosa carreira?

São 12 páginas dedicadas a Bowie que lhe damos a ler - e ver - este mês Bastou uma canção nova para pôr Prince, uma das últimas lendas da música, de volta nas bocas do mundo. A forma como escolheu mostrar "Screwdriver" - com um vídeo no Youtube - levanta questões sobre uma eventual mudança de atitude em relação à internet por parte de um dos seus maiores críticos. Enigmático e contraditório, mais do que mostrar o seu jogo, PRINCE baralha e volta a dar.

Assim como o beatnick original, Jack Kerouac, e todas as gerações que inspirou, os BIFFY CLYRO também são artistas apostados em quebrar estereótipos ao ritmo do batimento cardíaco. A José Miguel Rodrigues, a banda escocesa - que volta a Portugal este ano - não esconde a ambição e Opposites, dose dupla, impõe argumentos para sustentá-la. Ao sexto álbum, qualquer comparação com os Foo Fighters estará, felizmente, desatualizada...

Há dois anos, Innerspeaker valeu-lhes o estatuto de estreantes promissores. Agora, com um portentoso álbum em mãos, os TAME IMPALA, projeto liderado por Kevin Parker, dá salto de gigante para a primeira divisão do rock. Conheça os segredos do sucesso meteórico de Lonerism, contados de viva voz a Mário Rui Vieira.

Bulício urbano e amor pelo punk e pelo noise-rock: eis os principais ingredientes do álbum de estreia dos METZ, lançado no final de 2012 pela Sub Pop e mote para a primeira digressão europeia dos canadianos. Lia Pereira apanhou Alex Edkins, vocalista e guitarrista do trio, ao telefone do Toronto, dias antes da primeira visita a Portugal. Leia a conversa com uma banda à espera de explodir.

Sabia que José Cid foi rocker nos Babies? Que na base do Quarteto 1111 há um Mistério? Que Luís Jardim tem um passado "demoníaco"? Que o grupo do pai de Jay Kay, dos Jamiroquai, lançou um EP na Alvorada? Ou que em Angola também se "rockava" nos anos 60? Estas e outras histórias fazem parte do novo livro de Luís Pinheiro de Almeida, Biografias do Ié-Ié, prestes a ser lançado, e que Rui Miguel Abreu já leu.

Oito páginas com as melhores histórias do ié-ié em Portugal Dezasseis anos depois da estreia, CRISTINA BRANCO continua a não assumir o fado como ponto de chegada, volta a cantar Sérgio Godinho, Joni Mitchell e Chico Buarque, e cria o seu "mundo" de mulheres. Chamou Alegria ao novo álbum, paradoxo assumido. Rui Miguel Abreu ouviu-a com atenção; Rita Carmo fotografou-a sem condições.

De regresso a Portugal para dois concertos em março, os BEACH HOUSE parecem estar mais populares do que nunca - mas, em entrevista com Lia Pereira, o guitarrista da banda de Baltimore garante que, se a magia se perder, os Beach House deixam de existir.

"As coisas mudam, temos de mudar com elas" é o mote para tempos vindouros. Com as grandes lojas de discos em apuros e o streaming a ganhar terreno às vendas digitais - o gigante Spotify já chegou a Portugal - o momento é de transformação. Mário Rui Vieira lança pistas para o futuro. NICK DRAKE faleceu em 1974, aos 26 anos, tendo deixado três maravilhosos álbuns que a posteridade haveria de considerar essenciais mas que, à altura da edição, passaram despercebidos. No Retrovisor deste mês, Rui Miguel Abreu conversou com o seu produtor, Joe Boyd, e pinta aqui o retrato de uma das mais enigmáticas figuras da cena folk inglesa. As fotos são de Keith Morris, que conseguiu ultrapassar a timidez do artista e o fotografou o longo da sua breve carreira - I Saw Nick Drake é o enorme resultado.

Nas entrevistas de P&R, falámos com JAMES IHA, o ex-guitarrista dos Smashing Pumpkins, que esteve em Lisboa a solo, e com KALÚ, que depois de uma vida atrás da bateria dos Xutos & Pontapés se estreia, este ano a solo. Nos QUASE FAMOSOS, falámos com Pedro Lucas, do projeto O EXPERIMENTAR, e contamos a história de ASAP ROCKY e HAIM. No GUIA, apresentamos críticas dos novos de NICK CAVE AND THE BAD SEEDS, ATOMS FOR PEACE E MY BLOODY VALENTINE, mas também falamos dos discos de Everything Everything, Samuel Úria, Matthew E. White, Darkstar, Maria João e Mário Laginha, Kendrik Lamar, Flume, Leona Lewis, Maria João Pires e Carlos do Carmo, Dropkick Murphys, Palma Violets, Woodpigeon, Adam Green e Binki Shapiro, Of Monsters and Men e Tiago Cavaco, entre outros. A BLITZ de março chega às bancas a 22 de fevereiro e custa 2,90 euros.