Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Kanye West e Kim Kardashian

Getty Images

Kanye West: “Quando Deus voltar a juntar-me à Kim Kardashian, milhões de famílias irão ficar inspiradas”

Kanye West admite que fez “coisas que não são aceitáveis num marido” mas diz-se empenhado em reatar a sua relação com a ex-mulher

Kanye West acredita que Deus voltará a juntá-lo com a sua ex-mulher, Kim Kardashian.

O músico auxiliou uma organização de caridade para com os mais pobres, em Los Angeles, entregando mil refeições aos necessitados. Durante o evento, aproveitou para dizer algumas palavras sobre sabedoria e fé.

Admitindo que fez "coisas que não são aceitáveis num marido", Kanye afirmou que Deus o ajudará a recuperar Kim. Não só isso, como o reatar da sua relação irá inspirar milhões de famílias por todo o mundo.

“Se o inimigo [o Diabo] pode separar Kimye [nome dado ao casal Kim Kardashian e Kanye West], milhões de famílias vão achar que a separação é algo aceitável. Mas quando Deus voltar a juntar o Kimye, milhões de famílias vão sentir-se inspiradas e perceber que podem ultrapassar a separação”, acredita o rapper.

Kanye garantiu ainda que precisa de estar com os seus filhos, e que se não puder estar na mesma casa com Kim irá comprar a casa ao lado.

Por seu turno, Kim parece não temer a intervenção divina: nos últimos dias, foi vista na companhia de Pete Davidson, ex-noivo de Ariana Grande.