Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Audiogest distribui 1,3 milhões de euros por editoras e músicos portugueses. Quem se pode candidatar e até quanto pode receber

1,3 milhões de euros serão disponibilizados pela Audiogest para financiar projetos de artistas nacionais e apoiar a recuperação do setor, fazendo face às perdas causadas pela pandemia. É 7% do mercado nacional da música e 10% do investimento anual na edição musical em Portugal. Quem se pode candidatar ao fundo, como e até quanto pode receber

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

A Audiogest, entidade de gestão coletiva de direitos de produtores fonográficos, anunciou esta semana que irá disponibilizar um fundo de 1,3 milhões de euros para financiar projetos musicais de artistas nacionais e apoiar a recuperação do setor, fazendo face às perdas causadas pela pandemia. As candidaturas já estão abertas e podem ser entregues até à próxima sexta-feira, 26 de novembro, através da plataforma disponível no site da Audiogest. No valor de 1,3 milhões de euros, o fundo representa 7% do mercado total nacional da música e mais de 10% do investimento total anual da indústria da edição musical em Portugal, afirmam os responsáveis desta entidade. À BLITZ, Miguel Carretas, diretor-geral da Audiogest, explicou que “estas candidaturas não avaliam o mérito do projeto. O candidato terá de comprovar a utilização efetiva do valor em projetos de gravação e/ou promoção de música nacional. Todos os candidatos que apresentem projetos e comprovem a respetiva execução material dos mesmos poderão ser contemplados.”

Artigo Exclusivo para assinantes

Aproveite já a campanha Black Friday

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler