Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Nova “rádio de autor” começa hoje online com Pedro Ramos, Inês Meneses e outras vozes saídas da Radar

A Futura está a emitir, online, a partir desta sexta-feira. Pedro Ramos, Inês Meneses - convidada desta semana do Posto Emissor, podcast da BLITZ - e Tom Barman, vocalista dos dEUS, fazem parte da equipa. Entretanto, a Vodafone FM anunciou uma mudança de posicionamento, trocando o rock alternativo pelo hip-hop e R&B

Estreou-se esta sexta-feira a Futura - Rádio de Autor, fundada por Pedro Ramos, ex-Radar, e com presença online.

Em comunicado de imprensa, revela-se que a Futura integra Inês Meneses - convidada desta semana do Posto Emissor, podcast da BLITZ e Joana Bernardo e Duarte Pinto Coelho, também ex-Radar. Os músicos Tom Barman, dos dEUS, João Vieira, dos X-Wife) e Benjamim também estão associados ao projeto, onde figuram igualmente Catarina Wallenstein, Sónia Balacó, Rui Pedro Tendinha, Mia Tomé, Mário Valente, João Vaz Silva, Ana Fernandes, Hugo Moutinho (Mr. Mitsuhirato) e Carolina Torres, entre outros.

A Futura é, apresentam os seus autores, "um projeto online independente, de transmissão diária a partir de Lisboa, cuja missão é divulgar os vários campos das artes, sendo o foco principal a música". A nova rádio diz ter como base "a liberdade dos seus autores, não tolerando ideais antidemocráticos ou de desrespeito aos valores de uma Europa e de um mundo fraternos e democráticos". Além da música, promete dar atenção a outras artes.

A rádio já está no ar, sublinhando que "estes são dias embrionários". Segunda-feira estreiam-se programas.

Entretanto, a Vodafone FM, rádio do grupo Media Capital Rádios, anunciou esta semana um novo posicionamento musical. Anteriormente dedicada ao rock alternativo, a estação lançou uma campanha publicitária com artistas como Richie Campbell, Dino d'Santiago ou Julinho KSD, apresentando-se agora como centrada "em música mais jovem e abrangente, com R&B, indie pop, soft hip-hop e soul, entre outros."

"Com 10 anos de existência, a Vodafone FM vai manter a aposta numa oferta de rádio de qualidade integrada num cluster alternativo, mas agora, dando resposta às novas tendências, abre o leque musical para sonoridades mais urbanas, abraçando públicos mais jovens, com gostos mais diversificados e contemporâneos", pode ler-se em comunicado.