Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Travis Scott e a Live Nation processados devido à tragédia no festival Astroworld

O artista norte-americano e a gigante da música ao vivo enfrentam um primeiro processo judicial por causa de “uma tragédia previsível e evitável”. Deverão seguir-se outros

O rapper Travis Scott e as promotoras Live Nation e ScoreMore foram processados por uma das vítimas da tragédia ocorrida no festival Astroworld, na passada sexta-feira.

Manuel Souza, que ficou ferido durante os incidentes, acusa as partes envolvidas de negligência e exige uma indemnização no valor de um milhão de dólares. Para este homem, esta era "uma tragédia previsível e evitável".

Souza alega que a organização do festival ignorou potenciais sinais de alarme, como quando "parte do público deitou abaixo uma das barreiras de segurança, e entrou em debandada no recinto, atropelando-se uns aos outros".

O incidente, diz ainda Souza, foi resultado "da procura pelo lucro, à custa da segurança e da saúde" do público presente.

Para além de Souza, também o advogado Thomas J. Henry avançou, no sábado, com outro processo judicial contra Travis Scott, Drake (que esteve presente ao lado de Scott), a Live Nation e o estádio NRG, em nome de "uma das vítimas".