Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Bill Maher dá raspanete ao bebé de “Nevermind”, dos Nirvana: “Tu não és uma vítima. Deixa lá de ser bebé”

“Não há uma razão para que não possas ter uma vida normal e feliz”, afirma o comediante e apresentador de televisão norte-americano

Bill Maher deixou duras críticas a Spencer Elden, o bebé da capa de "Nevermind", álbum de 1991 dos Nirvana, que este ano processou a banda norte-americana por "distribuição de pornografia infantil".

Para o comediante e apresentador de televisão, "as palavras 'vítima' e 'sobrevivente' deixaram de ter o seu significado original". "O bebé do álbum dos Nirvana diz que é uma vítima. Nunca pensei ter de dizer isto a um bebé, mas tu não és uma vítima. Deixa lá de ser bebé". "Não há uma razão para que não possas ter uma vida normal e feliz", continuou.

Elden, hoje com 30 anos, pede uma indemnização pelos "danos permanentes" que afirma ter sofrido e continuar a sofrer, tendo processado, para além dos Nirvana, a Universal Music Group, a Warner Records e o autor da fotografia, Kirk Weddle.

A esse propósito, Dave Grohl - líder dos Foo Fighters e antigo baterista dos Nirvana - afirmou este mês à revista "New York": "Não sei se posso falar sobre isso porque não tenho perdido muito tempo a pensar sobre o assunto. Creio que penso como a maior parte das pessoas, na medida em que discordo. É tudo o que tenho a dizer. Ele tem uma tatuagem 'Nevermind'. Eu não".