Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

YouTube suspende permanentemente os canais de R. Kelly. “Fazemo-lo para proteger os nossos utilizadores”

Depois de eliminado das redes sociais Facebook, Twitter e Instagram, R. Kelly é também banido do YouTube. Plataforma de streaming refere “ações escandalosas” cometidas pelo artista, que conhecerá a sua sentença em maio de 2022

O YouTube suspendeu permanentemente dois canais de R. Kelly, após o músico ter sido dado como culpado de vários crimes de tráfico sexual e crime organizado.

De acordo com a "Variety", o YouTube encerrou as contas RKellyTV, que contava com 3,5 milhões de subscritores, e RKellyVevo, que tinha 1,6 milhões. Em causa estão "violações dos termos de serviço do website".

Em declarações à "Bloomberg", Nicole Alston - vice presidente encarregada de assuntos jurídicos do YouTube e da Google - afirmou que as "ações escandalosas" cometidas por R. Kelly exigem "penalizações" mais duras, dado o "potencial para causar danos".

"Fazemo-lo para proteger os nossos utilizadores", rematou. No entanto, as canções de R. Kelly não serão removidas da plataforma YouTube Music.

A decisão surge pouco após o Facebook, Instagram e Twitter terem também removido as contas oficiais de R. Kelly, que conhecerá a sua sentença em maio de 2022.