Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Britney Spears e o pai, Jamie Spears

Chris Farina/Getty Images

Pai de Britney Spears queria “curá-la” com a religião

Jamie Spears e uma amiga, que chegou a ser porta-voz da família, tentaram livrar Britney Spears dos seus problemas psicológicos recorrendo à religião

O pai de Britney Spears, Jamie Spears, tentou "curar" a artista dos problemas psicológicos, que lhe foram diagnosticados depois de um esgotamento, em 2007, recorrendo à religião. A notícia é avançada pelo site TMZ, com base em declarações de fontes próximas da família Spears.

Alegadamente, Jamie Spears, Lou Taylor, que chegou a ser porta-voz da família, e a ex-assistente Robin Greenhill só deixavam a cantora ler material religioso e "andavam sempre com uma Bíblia na mão" durante a digressão do álbum "Circus", de 2008.

Segundo as mesmas fontes, não identificadas, a ligação de Lou Taylor, que tal como Jamie Spears era uma fervorosa cristã renascida, foi ainda mais longe, tendo-se tornado manager de negócios ligados à tutela de Britney através da sua empresa Tri Star Entertainment, recebendo 5% dos lucros da cantora.

O advogado de Britney Spears, Mathew Rosengart quer inclusivamente levar Lou Taylor e Robin Greenhill a testemunhar sobre as alegadas gravações de conversas privadas da artista.