Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

JP Simões

Rita Carmo

JP Simões: "Fenómenos como Bolsonaro ou Trump foram criados pelo interesse excessivo no discurso de ódio e em qualquer palermice que digam"

"Qualquer palermice que digam vale mais do que qualquer construção de bom senso. Estamos no pico da sociedade de entretenimento — tudo é entretenimento." Mais uma reflexão que vale a pena ler, de JP Simões no Posto Emissor

JP Simões, que esteve no Posto Emissor, podcast semanal da BLITZ, a falar sobre "Drafty Moon", novo disco do seu alter ego Bloom, discorreu também sobre a ascensão de figuras populistas na política internacional.

"A necessidade de estar sempre a criar celeuma cria fenómenos de autoritarismo bizarro. Bolsonaro ou Trump foram criados pelo interesse excessivo pelo discurso de ódio. Qualquer palermice que digam vale mais do que qualquer construção de bom senso. Estamos no pico da sociedade de entretenimento — tudo é entretenimento."

Pode ouvir a resposta completa pelos 28m 10s.