Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Bárbara Tinoco

Rita Carmo

Bárbara Tinoco agradece Globo de Ouro. “Fico surpreendida como escrevo canções e quando falo tenho o nível de profundidade de uma batata”

Bárbara Tinoco foi uma das vencedoras da edição deste ano dos Globos de Ouro, cuja gala aconteceu ontem em Lisboa. Esta manhã a artista agradeceu nas redes sociais

Bárbara Tinoco foi uma das vencedoras dos Globos de Ouro, cuja cerimónia se realizou este domingo no Coliseu de Lisboa, tendo recebido o prémio de Melhor Intérprete. A artista mostrou-se surpreendida e sem grandes palavras no discurso de agradecimento, resolvendo, esta manhã, agradecer nas redes sociais: "Eu fico sempre surpreendida como escrevo canções e depois quando falo tenho o nível de profundidade de uma batata".

"Eu acho que se pensar no que é ser intérprete nunca me imaginaria a mim. Sou uma miúda, diria até, demasiado normal. Aprendi ontem que ser intérprete, aparentemente, é só uma coisa que se é por defeito e não as nossas extravagâncias", continua a artista, que bateu a concorrência de Camané, Carolina Deslandes, Dino D'Santiago e Lena D'Água.

Tinoco termina a agradecer a quem gosta das suas canções, "este prémio é nosso", mas não sem antes denunciar a misoginia que ainda persiste no universo da música. "Cresci praticamente sem referências femininas. Havia muito poucas artistas mulheres a compor as suas canções. E, mesmo agora, os nossos méritos têm de ser sempre justificados", defende, "neste meio já estamos à espera que os homens sejam os génios incompreendidos, quando tomam decisões menos acertadas e nós as 'burrinhas'".

Instagram

"Quando nós ganhamos 'é tudo graças a ....' e normalmente insere-se ou o nome de um homem, ou quão boas ou bonitas nós somos. Gaja boa não sou, até li num tweet que estou gordinha", acrescenta ainda, "deixem-nos lá ser só trabalhadoras, se não nos quiserem chamar talentosas".

Antes de subir ao palco para receber o prémio, Bárbara Tinoco já tinha atuado na cerimónia ao lado de Carolina Deslandes e dos Black Mamba. A artista estava também nomeada para o Prémio Revelação, tendo perdido o galardão para a atriz Carolina Carvalho.