Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Paul Bergen/Getty

Dave Grohl emprestou o seu "trono" a músico que impediu tiroteio nos Estados Unidos

No verão, Darin Wall, baixista de uma banda de metal de Seattle, impediu um tiroteio num bar, ao confrontar um homem que acabou por alvejá-lo na perna. Agora, pôde voltar aos palcos, com uma ajudinha de Dave Grohl

Dave Grohl emprestou o seu "trono", no qual deu concertos quando partiu o pé, em 2015, a Darin Wall, o baixista de uma banda de metal de Seattle que, no passado mês de setembro, impediu um tiroteio no estado do Idaho.

Na altura, Darin Wall, que toca com a banda Greyhawk, reparou num homem que, num bar, fingia disparar contra quem o rodeava, fazendo gestos de pistola com a mão. Confrontando-o, o baixista acabou por ser alvejado na perna pelo homem que, entretanto, saiu do bar para ir buscar uma arma de fogo.

O homem foi preso, mas a bala permanece alojada na perna de Darin Wall, que porém já pôde voltar a tocar com a sua banda, na sua cidade de Seattle. Tudo porque, numa entrevista radiofónica, o baixista brincou com a sua situação, dizendo que talvez Dave Grohl lhe pudesse emprestar o seu trono. A piada chegou ao homem dos Foo Fighters, que lhe ligou a confirmar o empréstimo.

"O Dave Grohl ligou-me dos prémios da MTV a dizer: vou mandar-te o trono, eu pago as despesas todas", contou Darin Wall.

O trono teve de ser adaptado, pois Darin Wall foi alvejado na perna esquerda e Dave Grohl partiu a direita.

"Depois do Dave Grohl e do Axl Rose, eu!", congratulou-se Darin Wall, referindo-se ao facto de o trono ter sido usado, também, pelo vocalista dos Guns N' Roses em 2016, quando partiu o pé.