Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

The Legendary Tigerman no Lux, Lisboa

Rita Carmo

Discotecas reabrem esta sexta-feira. "Não vamos abrir como restaurante, salão de chá ou rooftop. Voltamos a ser discoteca", diz o Lux

A reabertura das discotecas está marcada para esta sexta-feira, 1 de outubro, no contexto da atual fase de desconfinamento. "Teve de chegar uma pandemia para se descobrir que estávamos no sítio certo, a fazer a coisa certa, da maneira certa. Somos bons a tirar imperiais, a juntar pessoas. Somos muito bons a tornar o deboche num assunto sério e a dança numa função vital", escreve a equipa do Lux, de Lisboa

Ao final de ano e meio de pandemia, as discotecas voltam a abrir enquanto tal esta sexta-feira, 1 de outubro.

Até agora, alguns espaços de diversão noturna albergaram concertos e outras iniciativas, respeitando as normas de segurança impostas pela pandemia.

A este respeito, a equipa do Lux, discoteca de Lisboa, escreveu um espirituoso texto:

"O Lux vai abrir na sexta-feira, Não será como casa de espectáculos, como cafetaria, snack-bar, restaurante, salão de chá ou rooftop panorâmico. Voltamos a ser discoteca.

Neste ano e meio não deixámos de o ser; fomos discoteca a tentar ser outra coisa. É sabido que se trata de uma estratégia que nunca corre bem. Os nossos pequenos-almoços não eram assim tão bons, os livestreams não matavam o vício a ninguém. A rigidez dos nossos procedimentos internos era digna de um serviço de finanças. Trocámos o amanhecer pelo pôr do sol e, mesmo não lhe tendo chamado sunset, foi uma traição. Tentámos mudar acima das nossas possibilidades — quem nasceu para ser discoteca nunca perceberá a razão para se despejar leite num café e nunca será mestre em servir um galão sem princípio. Não podem dizer que não tentámos, mas também não precisamos de palmadinhas nas costas.

É que não precisamos mesmo. Estamos contentes. Teve de chegar uma pandemia para se descobrir que estávamos no sítio certo, a fazer a coisa certa, da maneira certa. Dúvidas houvesse. Somos bons a tirar imperiais, a misturar bebidas destiladas e a cortar limões, bons a acomodar bêbados, a jogar com as luzes, a passar música, a juntar pessoas. Somos muito bons a tornar o deboche num assunto sério e a dança numa função vital. É isso que vamos voltar a fazer a partir de sexta-feira. Espalhem a notícia."

Pode ler mais sobre a reabertura das discotecas aqui.