Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Dave Grohl e Kurt Cobain

Kevin Mazur/Getty Images

Dave Grohl: “Ainda estou a lidar com a morte do Kurt, porque as minhas filhas adoram os Nirvana”

“Tenho de explicar a morte dele às miúdas”. Dave Grohl, dos Foo Fighters, fala sobre a morte de Kurt Cobain, de quem foi colega de banda nos Nirvana

Dave Grohl confessou que ainda não conseguiu processar completamente a morte de Kurt Cobain, de quem foi colega nos Nirvana e que tirou a própria vida a 5 de abril de 1994.

Em entrevista ao documentário "When Nirvana Came to Britain", o músico dos Foo Fighters diz que continua a reviver a morte de Cobain porque tem de a explicar às filhas, que são fãs dos Nirvana.

"Ainda estou a lidar com a morte do Kurt, porque tenho de a explicar às miúdas", diz o músico norte-americano, "durante muito tempo, tentei processar a morte dele falando com amigos e família, e eles ajudavam-me, mas agora sinto que tenho de ajudar as minhas filhas a lidar com o assunto. É um processo de cura que dura a vida inteira".

Recentemente, Grohl confessou que lhe é difícil ouvir "In Utero", o derradeiro álbum dos Nirvana, editado em 1993. "É uma representação fiel daquele tempo, que era um tempo negro. É um álbum muito negro. Não gosto de ouvi-lo".