Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Pedro Abrunhosa

Facebook Pedro Abrunhosa

Pedro Abrunhosa: “Meu querido Presidente, meu profundo amigo Jorge Sampaio, estar ao seu lado era ser bafejado pela luz do bem”

“Poucos homens ao serviço do país tiveram simultaneamente a sua grandiosidade humana e o desapego pela ribalta, pelos holofotes, pela materialidade. O cargo era apenas um meio para lançar sementes de união e concórdia", elogia Pedro Abrunhosa, no dia da morte do antigo Presidente da República, Jorge Sampaio. Outros artista também o fizeram, de Mariza a Dino D'Santiago

A morte do antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, está esta sexta-feira a ser assinalada por vários músicos, que demonstram a sua admiração pelo seu caráter humanista.

Num longo texto, Pedro Abrunhosa escreveu: "Meu querido Presidente, meu profundo amigo Jorge Sampaio, estar ao seu lado era sentir a imensidão da montanha e ser bafejado pela luz do Bem. Poucos homens ao serviço do país tiveram simultaneamente a sua grandiosidade humana e o desapego pela ribalta, pelos holofotes, pela materialidade. O cargo era apenas um meio para lançar sementes de união e concórdia. Nada mais."

"A sua simplicidade, o exemplo maior do verdadeiro significado da política. Serviu os portugueses com a emoção dos justos, defendeu cada um de nós com a paixão dos firmes e, no teatro internacional, representou o nosso chão e a nossa língua com o amor dos sábios. Chorei quando na ONU se ergueu para deixar claro que os Direitos Humanos começam na palavra liberdade e que Portugal não aceita lições nem de ditaduras, nem de agressores. A sua luta generosíssima, que o levou aos calabouços da PIDE, contra as trevas do Estado Novo, permitiu a todos nós crescer num país democrático e livre. Era também a luta dos meus pais e, talvez por isso, fossem tão amigos. O meu tributo a si, meu eterno presidente, é também, permita-me, uma homenagem a eles. A democracia deve-lhe muito, querido Jorge, e cada um de nós, portugueses, deve-lhe a capacidade de acreditar num futuro de cabeça erguida", remata Pedro Abrunhosa.

Por seu turno, Sónia Tavares, dos The Gift, escreveu: "Partidos e siglas à parte, perdemos um dos bons. Obrigada por tudo, senhor Presidente e até um dia."

Também Mariza, que endereçou os sentimentos à família de Jorge Sampaio, Agir ("Adeus a um dos melhores", escreveu) e Dino D'Santiago ("O mais puro de todos eles", elogiou) assinalaram a partida de Jorge Sampaio, sobre cuja vida pode ler mais aqui.

Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram