Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Festival de Vilar de Mouros 1971

Vilar de Mouros

Vilar de Mouros foi há 50 anos. A história do “Woodstock português”, o 'pai' dos festivais de verão em Portugal

A 31 de julho de 1971 tinha início o festival Vilar de Mouros, evento que ganharia contornos históricos e que trouxe a uma pequena aldeia minhota uma figura de primeira linha do pop/rock internacional da época, Elton John, e a nata da música portuguesa - sob atenta vigilância da polícia política. Não ficamos apenas por essa primeira 'pedra' (que, na verdade era a quinta, já que outras músicas se ouviram por ali entre 1965 e 1968), passando em revista o historial de um festival que receberia ao longo das décadas seguintes vultos como U2, Bob Dylan, Neil Young ou Sonic Youth. Parabéns, Vilar de Mouros!

Progressista convicto, o médico António Barge acreditou, uma década antes do 25 de Abril, que a pequena localidade de Vilar de Mouros, perdida no então isolado concelho de Caminha, podia abrir-se ao país através da música. Foi este autêntico visionário que imaginou o festival de Vilar de Mouros, um evento de música que pudesse mostrar mundo à sua terra e a sua terra ao mundo, trazendo gente de fora público e artistas, quebrando dessa forma o isolamento que antes das autoestradas e das modernas vias de comunicação era real e até cultural (eram, afinal de contas, os tempos de chumbo do «orgulhosamente sós»).

Artigo Exclusivo para assinantes

BLITZ é uma marca do Expresso.

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler