Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Mesmo antes do confinamento, os Capitão Fausto tocavam com a Orquestra das Beiras no Campo Pequeno (março de 2020)

Rita Carmo

A partir de domingo, concertos podem ter 66% da lotação e horários normais. Todas as metas para agosto, setembro e outubro

O Governo divulgou esta quinta-feira o documento com as novas regras e metas para o país regressar à normalidade. Espetáculos passam a ser possíveis com 2/3 da lotação e sem as restrições de horário que se têm verificado. Bares podem reabrir com as regras dos restaurantes. Festas e romarias estão proibidas. Alívio progressivo em setembro e outubro

O Governo divulgou esta quinta-feira o documento com as novas regras e metas para o país regressar à normalidade. Com efeito a partir do próximo domingo, 1 de agosto, os espetáculos poderão realizar-se com 66% da lotação, até às 2h00. Naqueles em que se reunirem mais de 1.000 pessoas (em ambiente aberto) ou 500 pessoas (em ambiente fechado) será exigido certificado digital ou teste negativo. Estabelecimentos de diversão noturna permanecem encerrados, exceto os bares, que podem reabrir com as mesmas regras dos restaurantes. Não se poderão realizar festas e romarias.

Numa segunda fase, prevista para setembro, os espetáculos culturais poderão ter 75% da lotação. Uma última etapa de alívio, que o Governo aponta para outubro, prevê a reabertura integral de bares e discotecas com certificado digital ou teste negativo, e o fim dos limites de lotação nos espetáculos.

Veja aqui o PDF com todas as medidas.

Acompanhe as notícias relacionadas com as novas regras no Expresso.