Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Amy Winehouse fotografada por Bryan Adams, imagem que, a cores, seria capa de "Lioness", um álbum póstumo de raridades

Os últimos dias da vida de Amy Winehouse. Uma vertiginosa tendência para o abismo

Uma vida de altos e baixos parecia tender sempre para o precipício. Os últimos meses de Amy Winehouse não foram diferentes. Voltamos a reconstitui-los numa altura em que passam 10 anos sobre a morte da voz de 'Rehab'

Escolheu voltar aos palcos depois de muito tempo de afastamento com uma série de concertos no Brasil no início de 2011. Entre aplausos e apupos, Amy Winehouse foi criando um plano de regresso que nunca chegou a concretizar-se verdadeiramente porque a boa forma que se anunciava não condizia com atuações errantes. O concerto que chegou a estar marcado para o Sudoeste TMN poderia ter ajudado a apagar da nossa memória as imagens profundamente tristes da atuação no Rock in Rio Lisboa, em 2008? Nunca saberemos.

2010
2 de junho

Amy deixa-se fotografar em público pela primeira vez com o novo namorado, o realizador Reg Traviss. As imagens espalham-se pelos tabloides, que anunciam com pompa e circunstância o início de uma nova etapa, menos turbulenta, da vida amorosa da cantora. Um dia antes de as fotos serem divulgadas, o pai Winehouse tinha revelado numa entrevista televisiva que a filha tinha encontrado um «gajo normal».

Artigo Exclusivo para assinantes

BLITZ é uma marca do Expresso.

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler