Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Ana Moura e Prince

O Prince que Ana Moura conheceu. De Paris à Gafanha da Nazaré

Prince deu-lhe confiança para arriscar, a portuguesa mostrou-lhe Bonga e levou-o ao Festival do Bacalhau. ‘Jacarandá’, a mais recente canção de Ana Moura, transporta ecos dessas vivências em comum. Memórias que aqui se desfiam, e que passam, ainda por Paris e Minneapolis

Nuno Galopim

Nuno Galopim

Jornalista

Prince dizia que a música de Ana Moura “tinha profundidade, mas precisava de uma batida”. São essas as palavras que a artista recorda agora, a propósito de ‘Jacarandá’, canção recentemente revelada e que integra o alinhamento do seu próximo álbum, a editar em outubro. De facto, ‘Jacarandá’ nasceu com um beat que levou a canção para um espaço nas imediações dos terrenos da kizomba. “Sinto que lhe fiz a homenagem mais bonita que lhe poderia ter feito”, confessa a cantora portuguesa. “Quem se cruzasse com Prince trazia algo desse encontro”, explica ao Expresso Mike Scott, o guitarrista que acompanhou o autor de ‘Purple Rain’, sobretudo em palco, depois de 1996, e que toca em ‘Jacarandá’.

Artigo Exclusivo para assinantes

BLITZ é uma marca do Expresso.

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler