Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Lucy Dacus

Os diários de Lucy Dacus, a voz doce que canta palavras duras

Aos 26 anos, é uma das cantoras-compositoras mais talentosas da sua geração. O seu terceiro álbum, “Home Video”, é inspirado pelos diários da infância e juventude

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Por muito apetecível que possa parecer, regressar a casa nem sempre é indolor. Foi esta conclusão que Lucy Dacus, cantora-compositora natural do estado norte-americano da Virginia, tirou em 2019, quando a digressão do álbum “Historian” terminou e o último bilhete de avião tinha como destino a cidade onde cresceu. Richmond, descobriu Lucy Dacus neste regresso após meses a fio na estrada, já não era exatamente o mesmo local onde fizera amigos, tivera desilusões amorosas, lidara com o desabrochar de uma sexualidade que define como queer ou estudara brevemente, antes de se dedicar por completo à música, numa faculdade de cinema. Ou será que quem tinha mudado era a protagonista desta história, e não o cenário? Independentemente da resposta certa, Lucy Dacus optou por dar mais um passo rumo à idade adulta e — também porque, à medida que se tornou mais famosa, começou a sentir falta de alguma privacidade — mudou-se para os arredores de Filadélfia, cidade a cerca de 500 quilómetros de Richmond, onde partilha casa com amigos. No ano seguinte, quando a pandemia já tinha virado o mundo do avesso, voltou a casa e o choque foi ainda mais significativo.

Artigo Exclusivo para assinantes

BLITZ é uma marca do Expresso.

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler