Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

As razões que levaram os Pearl Jam a contratar Eddie Vedder há 30 anos

Ser um “gajo porreiro” não foi a menos importante. Palavras do guitarrista Stone Gossard, recordando como tudo começou na banda de Seattle

Stone Gossard deu uma entrevista ao podcast "Let There Be Talk", onde falou sobre os primeiros tempos dos Pearl Jam, e sobretudo da entrada do vocalista Eddie Vedder para a banda.

Nascidos das cinzas dos Mother Love Bone, cujo vocalista Andrew Wood faleceu em 1990, os Pearl Jam não tardaram, segundo Gossard, em prosseguir com as suas carreiras. "Tínhamos umas quatro ou cinco cassetes, tudo gravações caseiras", explicou.

"Quando estás a tentar reunir membros para uma banda, podes passar demasiado tempo à procura das pessoas perfeitas. Normalmente, essas pessoas estão à distância de uma chamada. Se esperas demasiado tempo é porque não o estás a fazer bem".

"Há alguém que conheces ou que conhece alguém que saltaria contigo de um penhasco", continuou. "Nós ouvimos a voz do Eddie, que tinha um registo fora do normal, e que obviamente sabia cantar".

"O Jack Irons disse-nos que ele era um gajo porreiro, que gostava de desporto, de escrever canções, que se sentia motivado. Foi o que bastou", rematou.

"Se tiveres essa sorte, se estiveste numa banda e assinaste contrato, tudo isso pode ter acontecido. E tu pensas: pode acontecer outra vez".