Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Kirk Hammett (Metallica): “Sofri abusos em criança. O meu pai bebia demasiado”

O guitarrista dos Metallica abriu o coração em entrevista e relatou a violência que sofreu às mãos do pai, bem como a forma como encontrou em James Hetfield um apoio quando entrou para os Metallica. “Tive uma infância má. Passei por coisas negras. A música salvou a minha vida”

Kirk Hammett abriu o livro em relação à sua infância e adolescência, revelando ter sofrido abusos por parte do seu próprio pai.

Em entrevista ao podcast "Backstaged: The Devil in Metal", o guitarrista dos Metallica lamentou ter tido "uma infância má". "Passei por coisas negras", contou.

"A música salvou a minha vida. Foi como terapia. Fez-me sentir melhor quando sabia que não estava bem. Era muito novo, não sabia porque me sentia assim, não sabia que era culpa das circunstâncias em que cresci".

Já em 2001, à "Playboy", Hammett havia apontado James Hetfield como alguém que o ajudou a recuperar mentalmente. "Ele também vem de uma família abusiva. Tornámo-nos amigos por isso", contou então.

"Sofri abusos em criança. O meu pai bebia demasiado. Batia-me, e à minha mãe. Peguei numa guitarra e, a partir dos 15 anos, mal saí do quarto".