Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Os Nirvana só queriam ser tão bem-sucedidos quanto os Sonic Youth e “ter dinheiro para um apartamento”. É Dave Grohl quem o diz

“Ninguém imaginava aquilo em que nos tornámos”. Dave Grohl recorda as ambições modestas que os Nirvana tinham para o clássico “Nevermind”, antes do sucesso global

Dave Grohl falou sobre a vida pré-sucesso mundial dos Nirvana, antes de a banda gravar o álbum "Nevermind", que completa 30 anos em 2021, confessando que as ambições da banda eram modestas.

"Ninguém imaginava aquilo em que nos tornámos. Pensámos apenas 'se tudo correr bem, vamos alcançar o sucesso de uns Sonic Youth e cada um de nós terá dinheiro para um apartamento!'. Eram essas as nossas ambições", disse o músico em entrevista à revista Uncut.

O álbum, que incluía os temas 'Smells Like Teen Spirit' ou 'Come as You Are' e foi o primeiro a contar com Grohl, acabaria por vender milhões de exemplares em todo o mundo e catapultar a banda para o sucesso.

"Quando chegámos aos estúdios Sound City [em Los Angeles], por muito que aquilo fosse um buraco, era o estúdio de gravação mais legítimo em que eu tinha estado", recorda Grohl, "sabendo a história daquele local, pensámos 'Agora é mesmo a sério'".

O líder dos Foo Fighters confessa, no entanto, que ainda não conseguiu entender por que razão "Nevermind" se tornou um sucesso tão grande. "Aquilo que sei é que assim que assinámos pela editora de David Geffen e fizemos um vídeo, as coisas se tornaram mais profissionais".

"Tínhamos um vídeo de rock na MTV. Tudo começou a parecer um pouco mais legítimo", conclui, "mas só quando a digressão começou é que eu me apercebi que algo se estava a passar ali".