Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Notícias

Posto Emissor #65. BLITZ convida Rui Reininho. Da meditação na Galiza aos 40 anos dos GNR

Rui Reininho é o convidado desta semana do podcast Posto Emissor. Com um álbum a solo recém-lançado, “20.000 Éguas Submarinas”, o também vocalista dos GNR fala de experiências espirituais, hábitos frugais, o sentido da vida, a importância das futilidades e o prazo de validade da capacidade de sedução. E do Porto, Lisboa, amigos e más-línguas, e o dia em que quase perdeu a vida no Oceano Atlântico

Rui Reininho é o convidado desta semana do Posto Emissor, podcast semanal da BLITZ. Em conversa com Luís Guerra, o músico nascido há 66 anos no Porto explica-nos como nasceu o seu surpreendente segundo disco a solo, “20.000 Éguas Submarinas”, um álbum experimental (e ambiental, ma non troppo) feito a meias com o multi-instrumentista Paulo Borges, sob a égide dos ensinamentos de Jacomina Kistemaker, psicóloga holandesa radicada na Galiza (Espanha). Índia, Tibete, gongos, eletrónica e experiências vocais estão no caldeirão.

Percorrendo generosamente episódios de mais de 40 anos na música, Reininho recorda também as investidas exploratórias da Anar Band, na segunda metade dos anos 70, com Jorge Lima Barreto, o "rockopop" dos GNR, nas suas diversas fases, lançando luz sobre as maiores glórias e os inevitáveis percalços de uma vida hoje regida com maior bonomia e demanda de clareza, mas sem perder a capacidade de rir - tantas vezes de si próprio. Fala-se de centralismo, amizades, truculência autárquica e os signos da sedução.

Também neste Posto Emissor se aborda a cada vez mais desmantelada temporada festivaleira nacional de 2021, e apontam-se os concertos mais importantes que poderá ver em sala nos próximos dias.

A apresentação do 65º Posto Emissor está a cargo de Luís Guerra e a edição multimédia é de José Cedovim Pinto.

Sejam bem-vindos.

  • Ao Vivo na Redação. Rui Reininho: “Tenho tentado libertar-me do arrependimento judaico-cristão”

    Vídeos

    Aos 66 anos, o músico do Porto lança o seu segundo álbum a solo, “20.000 Éguas Submarinas”, que descreve como “ambiental mas não ambientador”. O 40º aniversário (à espera de festa) dos seus GNR e a experiência de auto conhecimento sob orientação da psicóloga alemã Jacomina Kistemaker foram alguns dos temas abordados neste Ao Vivo na Redação. “Tenho o hábito de semicerrar os olhos. É uma tática para analisar a aura das pessoas”