Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

The Washington Post

Pós-covid. Nova Iorque vai 'reabrir' com concerto para 60 mil pessoas no Central Park

Em agosto, com atuações de oito artistas “icónicos” e transmissão televisiva

Um espetáculo musical para 60 mil pessoas irá marcar a reabertura da cidade de Nova Iorque pós-covid e o regresso dos concertos com lotação completa.

O concerto deverá acontecer a 21 de agosto, no Central Park, desconhecendo-se por enquanto quem irá atuar.

O responsável pelo espetáculo é Clive Davis, veterano da indústria discográfica que, ao longo de cinco décadas, trabalhou com artistas como Bruce Springsteen, Pink Floyd ou Aretha Franklin.

Clive Davis quer contratar oito artistas "icónicos" para atuarem ao longo de três horas, num espetáculo com transmissão televisiva.

A maior parte dos bilhetes será grátis, havendo também alguns lugares VIP que serão pagos. 70% da plateia será ocupada por pessoas vacinadas contra a covid-19.

"Este concerto vai ser uma oportunidade única na vida. Terá um cartaz incrível e toda a semana vai ser algo de nunca visto em Nova Iorque", promete o mayor da cidade, Bill de Blasio.

O "Official NYC Homecoming Concert in Central Park" acontecerá no grande relvado de Central Park, onde em 1981 Simon & Garfunkel atuaram perante 400 mil pessoas.