Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Selma Uamusse

Rita Carmo

Selma Uamusse: “Já fui vítima de racismo imensas vezes. O meu pai foi perseguido por skinheads”

“É uma realidade que existe em Portugal. Andei sempre em escolas em que era a única aluna negra e diziam-me coisas como ‘ai, pelo menos cheiras bem, não és como os outros’. Isto é racismo, não é?”. Selma Uamusse aborda no Posto Emissor o fenómeno “sistémico e enraizado, de quando olhamos para alguém de uma outra etnia e achamos que ela é menos do que nós”

Selma Uamusse, a mais recente convidada do podcast Posto Emissor, defende que o racismo "sistémico e enraizado" é "uma realidade que existe em Portugal" e da qual já foi vítima "imensas vezes". A artista recorda também que, nos anos 80, o pai foi "perseguido por skinheads".

"A maior parte das vezes em que não sou vítima de racismo é porque as pessoas me veem como artista, e os artistas acabam por ter um lugar especial", diz, "andei sempre em escolas em que era a única aluna negra e diziam-me coisas como ‘ai, pelo menos cheiras bem, não és como os outros’. Isto é racismo, não é?”.

Ouça a partir dos 25m 12s.

Assinar o Posto Emissor no iTunes.