Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Selma Uamusse

Rita Carmo

Selma Uamusse: “Se Moçambique pedir a americanos ou russos que ajudem Cabo Delgado, se calhar tem de lhes dar terra ou uma base militar”

“A situação em Cabo Delgado é um assunto delicado que não se fica só pelo ‘há terroristas que estão a matar e é preciso ir lá e tirá-los’. Estamos a falar de uma zona muito rica, com imensos interesses a nível económico”. Selma Uamusse no Posto Emissor

Selma Uamusse, convidada da semana do podcast Posto Emissor, acredita que se Moçambique pedisse ajuda a países como os Estados Unidos ou Rússia para resolver a situação dramática vivida na província de Cabo Delgado provavelmente teria de lhes dar contrapartidas.

"Não acho que o presidente moçambicano seja um totó e não queira pedir ajuda, mas esse pedido de ajuda tem um preço", diz, "se pedir ajuda aos americanos ou aos russos, se calhar tem que lhes dar um bocado de terra ou uma base militar".

"A situação em Cabo Delgado é um assunto delicado que não se fica só pelo ‘há terroristas que estão a matar e é preciso ir lá e tirá-los’. Estamos a falar de uma zona muito rica, com imensos interesses a nível económico", acrescenta a artista, nascida em Moçambique mas a viver em Portugal desde os 6 anos.

Ouça a partir dos 33m 29s.

Assinar o Posto Emissor no iTunes.