Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Carlão: "Peço desculpa a todos os que se sentiram ofendidos, nomeadamente aos amigos com familiares com qualquer doença física ou mental"

Carlão respondeu, nas redes sociais, à letra de 'Lendas', tema de Tekilla em cujo vídeo aparece. "Quem me conhece sabe que não me revejo naquilo que ali foi expresso. Quem não conhece, peço que não me julgue com base num episódio que não me define como pessoa"

Estreou há cerca de uma semana e, se por um lado o tema recolheu bastantes elogios, por outro o primeiro verso tem causado controvérsia. Falamos de 'Lendas', o vídeo do single de Tekilla com a participação de Papillon, em cujo vídeo aparecem nomes grandes do hip-hop português como Sam the Kid, Carlão, Xeg ou DJ Bomberjack, entre outros.

"Se tu não és mongoloide, deves ter autismo/não quero saber de bandeiras, preconceito ou racismo" é a deixa inicial do tema e causou muitas críticas por parte dos comentadores. "Como autista, esta música é de um capacitismo puro. Absolutamente desiludida" e "Mongoloide é uma palavra usada com intenções pejorativas para descrever pessoas com deficiência cognitiva. Autismo também é uma deficiência. Deficiência não é insulto. Também não é engraçado. As pessoas com deficiência devem ser respeitadas. Uma pessoa com deficiência cognitiva ou autismo não é menos que ninguém. Vamos lutar contra os preconceitos e discriminação. Vamos colocar-nos no lugar do outro e não desumanizar ninguém" são alguns dos comentários no YouTube.

Salientando que a letra não é da sua autoria, Carlão, que participa no vídeo, escreveu o seguinte texto nas redes sociais:

"Apareço num vídeo de alguém que conheço e respeito há muitos anos. Fui para a sua gravação sem sequer ouvir a música, algo irrefletidamente, é certo, mas com a melhor das intenções. Não imaginando que viesse a magoar alguém, a verdade é que o fiz e, mesmo não sendo a música e letra da minha autoria, peço as mais sinceras desculpas a todos aqueles que se sentiram ofendidos e incomodados pelas palavras ali ditas, nomeadamente aos amigos que tenho com filhos e/ou familiares afetados com o Síndroma de Down, autismo, ou qualquer doença física ou mental. Quem me conhece sabe que não me revejo naquilo que ali foi expresso. Quem não conhece, peço que não me julgue com base num episódio que não me define como pessoa."

Veja aqui a mensagem de Carlão e o vídeo de 'Lendas'.