Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Robert Plant dos Led Zeppelin passou confinamento a preparar projeto que só será revelado “quando bater a bota”

“Já disse aos miúdos para, quando eu bater a bota, disponibilizarem tudo gratuitamente. Para as pessoas verem as tolices que eu fiz de 1966 até agora”, diz o antigo vocalista dos Led Zeppelin

Robert Plant, antigo vocalista dos Led Zeppelin, revelou em entrevista a um podcast que, durante o confinamento, se dedicou a reunir um arquivo pessoal de música feita por si, incluindo inéditos.

Em entrevista ao "Digging Deep", o britânico explicou que passou o último ano "a caminhar, pintar e desenhar", tendo também aproveitado para "arrumar a casa" no que toca à sua música.

"Todas as aventuras que tive, com música e digressões, lançamento de de álbuns, projetos que nunca cheguei a acabar - cataloguei tudo e pus tudo por ordem", revelou Robert Plant.

"Já disse aos miúdos para, quando eu bater a bota, disponibilizarem tudo gratuitamente. Para as pessoas verem as tolices que eu fiz de 1966 até agora", afirmou. "Tem sido uma viagem."

Entre os seus pertences, Robert Plant também encontrou uma carta que a sua mãe lhe enviara e que nunca tinha aberto. Nela, mãe escrevia-lhe: "Tens sido um menino muito maroto, porque é que não voltas? A Sue quer saber para onde foste. E aquela vaga para contabilista continua em aberto."