Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Maneskin

Como eram os Maneskin, vencedores da Eurovisão, antes da fama

Antes da glória (e da polémica) na Eurovisão, os Maneskin, vencedores da edição deste ano da Eurovisão, faziam versões de Stevie Wonder e tocavam na rua. Veja o vídeo dos seus (ainda mais) verdes anos, sem eyeliner nem fatiotas extravagantes

Deram que falar na Eurovisão mesmo antes de se sagrarem vencedores da edição deste ano, com a canção 'Zitti i Buoni'. Os italianos Maneskin têm sido badalados pelo seu visual extravagante, devedor do glam rock, e da sonoridade assente em guitarras que levaram a um certame que habitualmente é dominado pela pop. Depois da vitória, no passado sábado, em Roterdão, seguiu-se ainda a polémica sobre se Damiano David, vocalista da banda, de apenas 22 anos, estaria ou não a inalar algo da mesa quando foi visto a debruçar-se sobre a mesma (o teste que aceitou fazer despistou essas suspeitas).

Mas quem eram os Maneskin antes da Eurovisão? Criado há cinco anos na capital de Itália, Roma, o quarteto começou por dar nas vistas em 2017, quando ficou em segundo lugar na edição italiana do concurso de talentos "X Factor", no qual fez versões de 'Take Me Out', dos Franz Ferdinand, ou 'Somebody Told Me', dos Killers.

Seguiram-se dois álbuns - "Ill Ballo della Vitta", de 2018, e "Teatro d'Ira: Vol. 1", de 2021, que obtiveram sucesso em Itália.

Antes disso, os Maneskin eram quatro amigos do liceu à procura da sua sorte, ensaiando no quarto e tocando nas ruas de Roma. Veja aqui algumas imagens desse tempo do grupo cujo nome quer dizer "luar" em dinamarquês (a baixista Victoria de Angelis é de origem dinamarquesa).