Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Duncan Laurence

THOMAS HANSES

Baixa na Eurovisão. Vencedor da última edição tem covid-19 e não vai poder atuar nem entregar o troféu deste ano

Duncan Laurence, vencedor de 2019 da Eurovisão, não vai poder comparecer à final do próximo sábado porque se encontra infetado com covid-19

Há mais uma baixa na Eurovisão. Duncan Laurence, o vencedor de 2019 do festival - com a canção 'Arcade' -, não vai poder atuar na final deste ano, que se realiza no sábado, nem entregar o troféu ao novo vencedor porque se encontra infetado com covid-19.

"O Duncan tem sintomas leves", lê-se no comunicado enviado à imprensa, "devido ao período mínimo de 7 dias de isolamento, não vai poder atuar ao vivo na Ahoy Arena, em Roterdão, mas ainda vai poder participar no espetáculo de uma forma diferente".

Laurence marcou presença na segunda semifinal da Eurovisão, que se realizou na passada terça-feira, porque tinha feito o teste na segunda e o resultado tinha sido negativo. Só na quarta-feira começou a sentir sintomas e o teste veio positivo.

"O Duncan está muito desiludido porque estava ansioso por este momento há dois anos", lê-se numa mensagem enviada pelo management do artista holandês, "mas estamos muito felizes pelo facto de as pessoas ainda o poderem ver na final de sábado".

Recorde-se que os concorrentes islandeses, Daði og Gagnamagnið, também não vão poder atuar ao vivo na segunda semifinal, que decorre esta quinta-feira, nem na final de sábado, caso sejam apurados, porque um dos elementos também testou positivo.

Segundo as regras de saúde e segurança, a presença na Ahoy Arena só é garantida se a pessoa em questão apresentar um teste negativo à covid-19 com 48 horas ou menos. A organização do evento revelou que dos mais 24 mil testes efetuados até ao momento só 16 deram positivo.