Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Marilyn Manson

Getty Images

Marilyn Manson foi processado por Ashley Waters, a sua assistente pessoal, por maus tratos, abusos vários e intimidação

No processo, Waters alega que Manson terá tentado agredi-la sexualmente em 2010, e obrigado a assistente a trabalhar durante 48 horas seguidas, 12 das quais passadas numa cadeira, a fotografar o artista

Ashley Waters, ex-assistente pessoal de Marilyn Manson, deu entrada com um processo em tribunal contra o músico, acusando-o de abusos de vários tipos.

Waters junta assim o seu nome ao das várias mulheres que, ao longo do último ano, acusaram Manson de maus-tratos, abusos sexuais e morais - casos das atrizes Esmé Bianco e Evan Rachel Wood.

No processo, obtido pelo website TMZ, Waters afirma que Manson a terá tentado violar em 2010. Um ano depois, terminada a relação do músico com Bianco, a atriz terá dito à assistente para sair da casa de Manson pois este iria "revelar-se perigoso".

Waters alega ainda que Manson a terá obrigado a trabalhar durante 48 horas seguidas, 12 das quais foram passadas numa cadeira, a fotografá-lo. Mesmo após a ter despedido, Manson continuou a ameaçar e intimidar Waters, acrescenta a assistente.