Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Eric Clapton diz que tomou vacina anti-covid e sofreu consequências "desastrosas"

Eric Clapton opõe-se às medidas de confinamento impostas no Reino Unido para conter a pandemia e falou, agora, sobre os sintomas que diz ter notado após tomar a vacina

Eric Clapton afirma ter tido "reações adversas" à vacina da AstraZeneca contra a Covid-19.

Em carta endereçada ao ativista anti-confinamento Robin Monotti, o guitarrista diz ter tomado a vacina em fevereiro deste ano, tendo sentido "reações adversas durante dez dias".

"Seis semanas mais tarde, tomei a segunda dose. As reações foram desastrosas", continuou.

"As minhas mãos e os meus pés ou estavam gelados, ou dormentes, ou a ferver. Durante duas semanas fui um inútil. Tive medo de não voltar a tocar".

Clapton culpou também "a propaganda" em torno da vacina, e daquilo que diz serem mentiras em relação à segurança da mesma. O músico opôs-se sempre ao confinamento no Reino Unido, durante a pandemia.