Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Ellen DeGeneres

Getty Images

Ellen DeGeneres diz que foi vítima de campanha "misógina. Eu sou boa pessoa"

Apresentadora comentou as acusações de que foi alvo e que poderão ter contribuído para o final anunciado do seu programa na televisão norte-americana

Ellen DeGeneres deu uma entrevista ao "Today", da NBC, após anunciar o fim do seu próprio programa de televisão.

A apresentadora afirmou que as acusações de abuso e intimidação tiveram algum impacto na sua decisão de terminar com o programa, mas não foram o motivo principal. "Se assim fosse não teria regressado este ano", garantiu.

"Foi devastador. Eu sou boa pessoa. Sou uma pessoa que gosta de fazer as pessoas felizes. Nunca vi nada que se assemelhasse a um ambiente de trabalho tóxico".

Questionada sobre se sentia estar a ser "cancelada", DeGeneres respondeu "não compreender" a polémica. "Foi demasiado planeada. Todos os meus convidados diziam que a atmosfera era alegre".

"Não sei como poderia eu saber [dos casos de abuso] quando tenho 255 empregados, em vários edifícios. É o meu nome que está no programa, pelo que me afeta. E sou eu quem se tem de erguer e dizer que isto não será tolerado. Mas gostava que alguém me tivesse chamado à atenção", continuou.

A apresentadora afirmou, ainda, ter sido alvo de uma campanha "misógina". Veja o vídeo: