Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Rage Against the Machine: "Estamos com o povo palestiniano que continua a resistir a este terror colonial"

Os Rage Against the Machine partilharam uma mensagem de apoio ao povo palestiniano, acusando Israel de promover o apartheid nos territórios ocupados

Os Rage Against the Machine pronunciaram-se sobre os conflitos entre israelitas e grupos armados palestianos em Gaza ao longo dos últimos dias.

"A violência e as atrocidades a que temos assistido são uma continuaçao do apartheid promovido por Israel e da sua ocupação violenta da Palestina ao longo de décadas. Estamos com o povo palestianiano, que continua a resistir a este terror colonial", escreveram os músicos norte-americanos nas redes sociais.

O guitarrista dos Rage Against the Machine, Tom Morello, partilhou também, no Twitter, posts do jornalista Jeremy Scahill que criticam o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pela forma como reagiu aos conflitos.

Instagram

O movimento islâmico Hamas deu hoje conta de mais 16 mortos nos ataques israelitas à Faixa de Gaza, que controla, o que faz aumentar para 83 o total de palestinianos mortos desde o início das hostilidades, na segunda-feira.

Além de um total de 83 mortos, incluindo 17 crianças, 487 pessoas ficaram feridas, indicou o Hamas, após uma nova noite de ataques aéreos de Israel no enclave e de disparo de 'rockets' a partir de Gaza em direção ao território israelita.

A luta entre Israel e o Hamas iniciou-se na segunda-feira após semanas de tensões israelo-palestinianas em Jerusalém Oriental, que culminaram com confrontos na Esplanada das Mesquitas, o terceiro lugar sagrado do Islão junto ao local mais sagrado do judaísmo, nesta zona da cidade ilegalmente ocupada e anexada pelo Estado hebreu, de acordo com a lei internacional.

Com Lusa