Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Recordar é viver. O dia em que John Frusciante sabotou os Red Hot Chili Peppers em direto na televisão

Para esquecer ou recordar? Em 1992, os Red Hot Chili Peppers levaram o clássico ‘Under the Bridge’ ao programa “Saturday Night Live”. Mas o ambiente na banda era de cortar à faca, sentindo-se uma grande tensão entre Anthony Kiedis e o 'sabotador' John Frusciante. Toda a América viu em direto

Em 1992, os Red Hot Chili Peppers eram uma das bandas mais populares do mundo. À boleia do imenso êxito de "Blood Sugar Sex Magik", o álbum de 1991, a banda da Califórnia apresentava-se no famoso programa da televisão norte-americana, "Saturday Night Live", para uma atuação que não correu como se esperava.

Na interpretação de 'Under the Bridge', o guitarrista John Frusciante, que na altura considerava que os Red Hot Chili Peppers se tinham tornado "demasiado populares", decide trocar as voltas ao resto da banda e ao vocalista Anthony Kiedis, que mostra dificuldade em acompanhar a nova 'versão' da canção.

"Não fazia ideia que canção é que ele estava a tocar ou em que nota é que estava", recorda Anthony Kiedis na sua biografia, "Scar Tissue". "Parecia que estava noutro mundo. Estávamos em direto na televisão, frente a milhões de pessoas, e foi uma tortura. Tentei cantar afinado, embora nem percebesse o que ele estava a tocar. Senti que estava a ser esfaqueado nas costas frente a toda a América enquanto aquele tipo, no seu cantinho, fazia uma qualquer experiência dissonante. Acho que fez de propósito, só para me lixar."

Poucos meses depois desta atuação, John Frusciante sairia dos Red Hot Chili Peppers, voltando seis anos mais tarde, depois de se curar do vício em heroína. Cerca de 10 anos mais tarde tornou a sair, regressando em dezembro de 2019.

Veja aqui o vídeo do "Saturday Night Live", no qual John Frusciante também troca os coros no final da canção por uma espécie de uivo: