Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Racismo. “O mundo da música metal está em negação”

Palavras de Herman Li, dos ingleses Dragonforce. “Tenho tantas histórias”, afirma o guitarrista de origem asiática. E conta um episódio ocorrido num dia de folga durante o festival Ozzfest

O guitarrista Herman Li, dos Dragonforce, falou ao website "Heavy Consequence" sobre o racismo de que já foi alvo, por ser de origem asiática.

O músico revelou ter vivido incidentes racistas bastante cedo na carreira da banda, incluindo um passado no Ozzfest, durante um dia de folga.

"Lembro-me de dar um concerto com os Atreyu, e houve alguém que me ameaçou e que me queria bater depois do concerto, sem qualquer motivo", disse.

Noutra ocasião, Li recebeu várias chamadas telefónicas, de alguém "a insultar-me e a fazer um sotaque bizarro. Durou meses. Tive de fazer queixa na polícia, mas não conseguiram localizar o número".

Todos estes incidentes acabaram por lhe dar força, mas o guitarrista lamenta que "o mundo da música metal esteja em negação". "Tenho tantas histórias, mas não se fala sobre isso. Quando dou entrevistas ninguém mo pergunta, porque pensam que não existe", completou.