Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Já há mais concertos marcados para 2022 do que aqueles que se realizaram em 2019

2022 ferve. Os dados são da Live Nation, a maior produtora de espetáculos do mundo

O ano de 2022 vai ser bastante preenchido, no que toca a espetáculos ao vivo.

A Live Nation, a maior produtora de espetáculos do mundo, já agendou para o próximo ano o dobro dos concertos que havia agendado em 2019.

Estes dados foram desvendados pelo diretor executivo Michael Rapino, durante uma chamada telefónica com os investidores da empresa.

"Por todo o mundo, as pessoas têm sentido a necessidade de sair e socializar. Isto reforça a nossa expetativa de que um regresso aos concertos seja a progressão natural, à medida que as vacinas estão disponíveis para todos os que as queiram", afirmou Rapino.

Se para 2021 há várias digressões de grande monta agendadas pela Live Nation (Dave Matthews ou Megadeth entre elas), e outros tantos festivais (Bonnaroo ou Rolling Loud), 2022 não lhe ficará atrás.

No próximo ano, a Live Nation irá patrocinar digressões de nomes como Rage Against the Machine, My Chemical Romance, Bad Bunny, Roger Water ou Rina Sawayama, entre outros.