Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Márcia e Samuel Úria no Mexefest 2015

Rita Carmo

“Que orgulho. O teu público aceita-te, sem que para isso tenhas de vestir um artificio”. A carta emocionada de Márcia para Samuel Úria

“Hoje divertes-me, comoves-me e inspiras-me”. Amiga e colaboradora de Samuel Úria, Márcia escreveu uma carta cheia de orgulho e afeto ao autor de “Canções do Pós-Guerra”, que quinta e sexta-feira atua no Porto

Márcia, amiga e colaboradora de longa data de Samuel Úria, escreveu uma longa mensagem dedicada ao cantor-compositor de Tondela.

Inspirada pelo seu concerto no Teatro Maria Matos, em Lisboa, Márcia partilhou o seguinte elogio: "Meu querido amigo, que orgulho ver-te. O teu público aceita-te e respeita-te. Sem que para isso tenhas de vestir, ou ter vestido, um artificio ou uma camada defensiva."

"Dizes que o público português aplaude mais os erros que o sucesso, talvez não seja assim totalmente. O TEU público aplaude os teus erros. Nós aplaudimos os teus erros porque nos permites o privilégio dos teus erros. O privilégio de te vermos como somos; humanos", apontou ainda Márcia. "Porque te entregas humano a um palco e te preocupas em contrariar a frieza da voz off, para que estejamos em conforto, porque nos queres acolher. Para te vermos e vermos que não há ninguém como tu. Contigo já aprendi sobre abnegação e aprendo cada vez mais sobre sermos nós próprios."

"Hoje divertes-me, comoves-me e inspiras-me. Hoje inspiras-me, não pelas tuas nove guitarras em palco, pelo teu sentido de humor, pelo teu respeito pela língua portuguesa ou pelo teu magnífico jogo de ancas, mas pela liberdade da tua insistência em ter nove guitarras em palco, mantendo o teu sentido de humor e o respeito pela língua portuguesa, e o teu magnífico jogo de ancas. A insistência em seres quem és, a confiança de te nos entregares. És cada vez melhor para o teu público, que somos nós. Confias em nós. E nós aplaudimos, gratos, o teu sucesso", remata a autora de 'Tempestade'.

Instagram

Depois dos concertos no Maria Matos, Samuel Úria toca esta quinta e sexta-feira, 6 e 7 de maio, no Auditório Coop, no Porto.